Noticias

 

Desenvolvido há três anos, o projeto voluntário de vôlei, em Mateus Leme, voltado às crianças e jovens carentes de uma escola estadual do município, tem conquistado novos adeptos de instituições de ensino também particulares, além de atletas mirins de outras cidades e até da Colômbia, que pretendem fixar residência na cidade.

Aliado no combate aos agravantes sociais, que os atingem diretamente, como drogas, violência, entre outros; o projeto do vôlei nasceu grande e formou equipes vencedoras dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), nas fases microrregional e regional - nos módulos I e II, em 2016 e 2017, conquistando este ano o segundo lugar na fase estadual. Os meninos também venceram a Copa Minas 2017; o Campeonato Metropolitano 2017 e, por último, no dia 21 de dezembro, o Campeonato Mineiro de Vôlei.

Os idealizadores do projeto, Geraldo Corgozinho – ex. presidente da Federação Mineira de Vôlei e ex. árbitro internacional, e Wiliam Prado Ramos – técnico e ex. jogador de Super Ligas, decidiram desenvolver o projeto voluntário na Escola Estadual Elias Salomão, com o objetivo principal de oportunizar a participação da criança e do adolescente de baixa renda e de faixa etária compatível, de forma gratuita, com ênfase às inclusões socioeconômicas, culturais e esportivas ao aprendizado técnico, a fim de melhorar a saúde e o convívio sociocultural dos meninos.

Porém, com o alcance dos frutos do projeto, os atletas juvenis pensam em voar alto. Três deles, que são Adriano Cavalcante, José Geraldo Pereira e Moisés Souza – todos com 15 anos, foram convidados a participar de um período de treinamento, a partir do dia 25 de janeiro, para, se aceitos, comporem a seleção brasileira sub 16, e competir a Sul-Americana, representando o Brasil.

Portanto, trata-se de um projeto de médio e longo prazo que reúne equipes infantil e infanto-juvenil para a reposição do material humano  em um processo contínuo de renovação até atingirem um estágio de alta performance de rendimento esportivo e competitivo no nível Estadual e Nacional.

 

Final do Campeonato Mineiro de Vôlei - sub 16

 

Nesta quinta-feira (21), foi realizado o jogo decisivo do Campeonato Estadual de Voleibol Masculino Sub-16, organizado pela Federação Mineira de Voleibol (FMV). Na final, o time de Mateus Leme venceu o time de Uberlândia, por 3 sets a 0 e sagrou-se campeão.

O jogo da final, apesar de ter sido vencido pela equipe de Mateus Leme, foi disputado ponto a ponto. A equipe de Mateus Leme levou o primeiro set por 25 a 17; o segundo por 25 a 20, e o terceiro, 25 a 15.

A classificação final ficou assim: 1º Mateus Leme; 2º Uberlândia; 3º Minas Tênis Clube.

            A Prefeitura de Mateus Leme, por meio da Secretaria de Obras, intensifica, neste mês de dezembro, a operação tapa-buracos em todas as regiões da cidade.

A ação busca conservar as vias que ficaram danificadas após as fortes chuvas e o intenso tráfego de veículos nas vias.

A operação está contemplando, primeiramente, os trechos mais afetados e de maior circulação. Segundo o Secretário de Obras, Elton Ferreira, “os trechos da avenida Padre Vilaça e das ruas Serra Azul, Guaraciaba Passos, Miguel Alves Diniz e Miguel Alves da Silva já foram beneficiados com as ações. Agora, iremos realizar as benfeitorias no distrito de Azurita”.

            Ainda segundo Elton, “apesar das dificuldades, em razão do período chuvoso, iremos realizar todos os serviços pendentes na cidade, obedecendo o cronograma de obras, de acordo com as demandas de cada região”.

 

Mateus Leme comemorou, no último domingo (17), 79 anos de emancipação político-administrativa. Para comemorar o aniversário da cidade, a prefeitura realizou um concerto próximo à praça do coreto.

Sob a regência do maestro Fábio Costa, a Banda Municipal encantou centenas de presentes que se embalaram nas canções orquestradas. No repertório, clássicos do rock, músicas natalinas, entre outras; além, é claro, do famoso “Parabéns Pra Você”.

Junto à programação das comemorações de aniversário, a população contou com a presença do Papai Noel e do casal Minie e Mickey Mouse, que encantaram as crianças.

 

Breve Histórico

As terras da cidade foram desbravadas pelo bandeirante Mateus Leme em meados do século 18. Fato que fez com que o município levasse seu nome.

O antes povoado passou a distrito de Pará de Minas por meio de decreto em 1832, sendo subordinado àquela cidade. Já, pelo decreto-lei de dezembro de 1938, Mateus Leme foi elevada a município, emancipando-se política, administrativa e economicamente de Pará de Minas.

Aos 79 anos de idade, a cidade possui uma população de cerca de 33 mil habitantes e uma extensão territorial de 303 km quadrados, sendo um município em ascensão na região metropolitana, em diversas áreas.

 

Crianças tiveram um dia de lazer com a chegada dos brinquedos infláveis

 

Os alunos da Escola Municipal Maria Guaraciaba Passos receberam, na tarde dessa quinta-feira (7), a entrega da premiação quando da participação na primeira gincana contra o Aedes aegypti, que ocorreu no dia 21 de outubro.

Classificados em segundo lugar, pelo recolhimento de 630 kg de inservíveis, os alunos, com idade entre 4 e 11 anos,  passaram a tarde do dia 7 se divertindo em brinquedos infláveis.

A gincana contou com a participação de escolas municipais e particulares que possuem na grade o ensino fundamental.

“O combate ao mosquito é algo que só funciona com a adesão de toda a sociedade, e por isso as ações de conscientização são tão importantes”, explicou a secretária municipal de Saúde de Mateus Leme, Vanda Freitas.

Ainda segundo a secretária, “além dessa conscientização das crianças, esperamos que elas ajudem, também, a conscientizar suas famílias, para que todos possamos combater os mosquitos, e continuar mantendo Mateus Leme livre das enfermidades por ele causadas”, finalizou.

Para diminuir casos de doenças causadas pelo Aedes, ACEs realizam pulverizações na cidade

 

Para eliminar a incidência de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, a Secretaria de Saúde, por meio da Zoonoses, têm realizado constante vigilância nos bairros da cidade.

Na tarde de quinta-feira (14), o Imperatriz recebeu a visita dos agentes de combate a endemias (ACEs), que, por meio de bomba de ultra baixo volume costal (UBV), realizaram pulverizações nos locais onde podem haver mais incidência do vetor, como depósitos de pneus, entre outros.

A ação é necessária para combater o Aedes aegypti, causador de algumas arboviroses.

Relacionado com o dia D – dia nacional de combate às arboviroses, em 7 de dezembro houve mutirão de limpeza no bairro Vale Verde. Já no dia 10 (domingo), ocorreu panfletagem durante evento realizado no fim de semana.

 

Arboviroses

As arboviroses são doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengueZika vírusfebre chikungunya e febre amarela. Atualmente, existem 545 espécies de arbovírus, sendo que 150 delas causam doenças em seres humanos. Apesar de a classificação arbovirose ser utilizada para classificar diversos tipos de vírus, a expressão tem sido mais usada para designar as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

 

Dados

Em 2017, de janeiro a outubro, foram notificados 188 casos de dengue, sendo confirmados sete.