SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO

Julho/2013

Estrutura Administrativa 2013 (Gabinete e Secretarias Municipais)

 

Prefeito:
Marlon Aurélio Guimarães

Vice Prefeito:
Mário Fidelis Vasconcelos

 

------------------------------------------------------------------------------------------

 

Informações Básicas

População: 27.856 habitantes (CENSO IBGE 2010)

Área: 303 Km²

Data de emancipação: 17/12/1938

Bioma: Mata Atlântica

Municípios limítrofes: Juatuba, Itaúna, Pará de Minas, Florestal, Itatiaiuçú, São Joaquim de Bicas e Igarapé.

Localização: Região Metropolitana de Belo Horizonte (área central do Estado).

Altitude máxima do relevo: 1434 metros.

Altitude mínima do relevo: 756 metros.

Temperatura média anual: 20,5 °C.

Índice médio pluviométrico anual: 1480 mm.

Principais rios: Ribeirão Serra Azul, Ribeirão Mateus Leme e Ribeirão da Prata.

Principais rodovias que servem de acesso a Belo Horizonte: MG 050, BR 262, BR 381

IDH: 0,745 (PNUD 2000)

PIB: R$ 322.412,409 mil (IBGE 2008)

------------------------------------------------------------------------------------------

História do Município

 

Nossa historia tem inicio nos meados do século XVIII, quando o bandeirante Mateus Leme, (genro de Borba Gato, fundador de Sabará), desbravou as terras, onde se localiza o município que deu origem ao seu nome.

No principio, foi a descoberta de ouro e de pedras preciosas que foram extraídas da Serra do Elefante (nome hoje dado ao antigo Morro do Mateus leme), o principal motivo de atração para aqueles que seguiram as pegadas do grande bandeirante e se instalaram no povoado que o mesmo criou.

Em 1.710, uma carta Sesmaria refere-se ao local “Morro do Mateus Leme”, comprovando a sua origem bem remota.

Passando-se mais de cem anos, em 1.822, onde o arraial já contava com uma população de 2.358 pessoas, a produção aurífera já não era tão farta. Com o aumento populacional do povoado e a redução da demanda aurífera, a agropecuária foi se desenvolvendo e contribuindo para a fixação dos que ali aportaram. A permanecia dos grupos determinou o desenvolvimento de uma cultura local.

Em 1830, o arraial de Mateus leme consta na relação de cidades, vilas e povoados da província de Minas Gerais, dada pelo afluxo de metais e a importância econômica de seu arraial. Já em 1.877, o “Tratado de geografia descritiva especial da Província de Minas Gerais” cita Santo Antônio do Morro de Mateus Leme como freguesia da Vila do Pará que havia sido desmembrada do município de Pitangui.

Em termos administrativos, a população passou por diversas mudanças: tendo pertencido aos municípios de Sabará e Pitangui, foi posteriormente incorporado aos municípios de Pará de Minas, antigo Patafufo (1848), Bonfim (1850 e 1870) e novamente Pará de Minas (1877). A autonomia foi adquirida em 1938, quando foi criado o município. A Comarca de Mateus Leme foi criada em 1954.

A comunidade, que em épocas passadas passou por momentos de grande preocupação enfrentando uma peste que se alastrou pela população, elegeu São Sebastião para que, ao lado de Santo Antônio, fossem os padroeiros da cidade e, consequentemente, maiores homenageados nas festividades religiosas até os dias atuais.

Após a emancipação do distrito de Juatuba, no ano de 1992, Mateus Leme possui incorporados em seus limites territoriais dois distritos, Azurita e Serra Azul, além do numeroso povoado de Sítio Novo.

 

Manifestações Culturais

As principais manifestações culturais de Mateus Leme remetem as tradições religiosas, como no mês de junho onde são realizadas a festa de Santo Antônio, São Sebastião e Cavalhada, nas quais são realizadas procissões, missas, cortejos, apresentações de shows pirotécnicos, shows musicais e a tradicional cavalhada masculina, existente desde o inicio do século XX, a qual encena as batalhas do Imperador Francês Carlos Magno para a conversão do povo mouro para religião cristã. Os participantes ensaiam boa parte do ano para encenar a tradicional batalha. A Cavalhada é acompanhada por milhares de munícipes e turistas nos seus dois dias de apresentação.

No mês de maio, acontece a cavalhada feminina, movimento este criado e executado somente por mulheres, onde as mesmas seguem as tradições da cavalhada masculina. A cavalhada feminina já faz parte do calendário cultural do município, com grande competência por parte de suas participantes.

Na Semana Santa são realizadas festividades, como encenação da vida de Cristo, missas, procissões, sempre com a ilustre presença da tradicional Banda Municipal de Mateus Leme.

 

Bens Tombados

Decreto Nº 23,de 01 de abril de 2002,aprova o tombamento dos bens abaixo:

- Igreja Matriz de Santo Antônio;

- Imagem de Santo Antônio;

- Imagem de São Sebastião;

- Imagem de Nossa Senhora do Rosário;

- Imagem de Cristo Morto;

- Confessionário utilizado pelo Padre Vilaça; (restaurado no ano de 2009);

- Prédio da Escola Estadual “Domingos Justino Ribeiro” (parte antiga);

- Livros antigos de arquivo do Cartório de Registro Civil do Município;

- Estação ferroviária de Mateus Leme (casa de cultura “Agente Ferreira”);

- Fachada da Estação Ferroviária de Azurita;

- Serra do Elefante (parte de Mateus Leme).

 

Matriz de Santo Antônio

Edificada na segunda metade do séc. XVIII e concluída em 1790, a igreja Matriz de Mateus Leme – Paróquia de Santo Antônio – ao que tudo indica, foi erguida para atender à população que se estabeleceu nas localidades próximas às lavras de exploração do ouro no início do povoamento da região.

Possuidora de características singulares, sob o impulso natural do fervor religioso das populações pioneiras, impregnadas da beleza decorativa própria do barroco mineiro.

A Igreja Matriz de Santo Antônio é um tesouro único, não só da população Mateuslemense, más também um patrimônio da humanidade.

 

Casa de Cultura “Agente Ferreira”

A Casa da Cultura “Agente Ferreira” é um projeto da Prefeitura na qual foi restaurada a antiga Estação Ferroviária e transformada em um museu e casa de cultura, onde são expostos objetos antigos do povo de Mateus Leme. A Casa de Cultura “Agente Ferreira” é aberta ao publico para visitação de segunda à sexta feira, das 8:00 as 17:00 horas.

Rua da Nardeli

Mateus Leme teve início na rua do antigo Casarão da Nardeli, onde ainda se encontra em bom estado de conservação as primeiras casas deste município, um local de nostalgia e lembrança dos nossos antepassados.

Festas tradicionais

- Carnaval popular.

- Festa de Santo Antonio, São Sebastião e Cavalhada Masculina

- Cavalhada Feminina

- Festa do Leite (Distrito de Serra Azul)

- Festa de Nossa Senhora do Rosário (Distrito de Azurita)

OBS- Mateus Leme possui outras festas feitas pelas comunidades, como quermesses, festas religiosas em Igrejas dos Bairros, barraquinhas típicas no mês de junho e outubro, além de tradicionais quadrilhas.

------------------------------------------------------------------------------------------

Relação de Prefeitos de Mateus Leme

 

Período

Prefeitos

1939 a 1946

Miguel Alves de Andrade

1947 (01/01 a 18/04)

Silvino Alves (interventor)

1947(19/04 a 14/10)

Ciro Fonseca

1947 (15/10 a 10/12)

Raimundo Amaral (interventor)

1947 a 1951

Alcides Alves da Cunha

1951 a 1955

José Alves Diniz Andrade

1954 a 1959

José Ferreira de Melo

1959 a 1963

José Augusto Souza Oliveira

1963 a 1967

Alcides Alves da Cunha

1967 a 1968

José Ferreira de Melo

1969 a 1961

Vicente Andrade Nunes

1971 a 1973

José Martins Chaves Filho

1973 a 1977

Wilman Elias Salomão

1977 a 1982

José Martins Chaves Filho

1983 a 1988

Francisco Rodrigues da Cunha

1989 a 1992

Roberto de Melo Pinheiro

1993 a 1996

Francisco Rodrigues da Cunha

1997 a 1999

Roberto de Melo Pinheiro - Niceu Apolinário Lima

1999 a 2004

Niceu Apolinário Lima

2005 a 2008

Sílvio César de Oliveira

2009 a 2012

Marlon Aurélio Guimarães

2013

Marlon Aurélio Guimarães – eleito para o mandato 2013/2016

 

------------------------------------------------------------------------------------------

Características gerais da trajetória do desenvolvimento socioeconômico de

Mateus Leme

Nos anos 70 algumas indústrias instalaram-se na cidade, incrementando a economia local, então resumida no pequeno comércio e na agropecuária de subsistência. A mineração tinha também seu espaço, porém, não possuía a importância econômica que caracterizava cidades como Ouro Preto e Conselheiro Lafaiete.

O principal impulso econômico à localidade foi a Instalação da Cervejaria Brahma, no ano de 1972, no então distrito de Juatuba. A empresa chegou a representar mais de 90% da arrecadação de ICMS do município e um crescimento enorme de serviços terceirizados na região. Outro setor de destaque no Município, principalmente nos anos 80 e 90 foi a de produção de hortifrutigranjeiros, com destaque para a produção realizada no Distrito de Serra Azul.

Após a emancipação do distrito de Juatuba, no ano de 1992, foi gerada uma grande preocupação em torno da situação econômica de Mateus Leme, pois sem a Cervejaria, o município perderia consideravelmente sua arrecadação. Porém, com programas de incentivo ao setor industrial, outras grandes empresas instalaram-se na cidade, encontrando na mesma um local de fácil acesso à todas as macro regiões de Minas Gerais, com um povo trabalhador e com grande comprometimento.

Quanto ao ramo de atividade, percebe-se que as novas indústrias estão, em sua maioria, voltadas ao ramo de autopeças, principalmente após a instalação da Fiat Automóveis na cidade de Betim e sua exigência de entrega de componentes sob a modalidade denominada just in time. Desta forma, Mateus Leme transformou-se em um local estratégico para implantação destes fornecedores.

Nos últimos anos, especialmente a partir do ano 2010, novas ações de atuação no setor de trabalho, emprego e renda vem apontando Mateus Leme como destaque estadual no seu trabalho junto ao desenvolvimento comercial e industrial em Minas Gerais, importância esta dada com a instalação de empresas com ramo de atividades diversificadas, além do trabalho junto a qualificação da mão de obra local e maior acesso a serviços, tanto para o empresariado quanto para a população da cidade. Várias áreas e localidades diversas do Município estão recebendo equipamentos industriais e comerciais, aumentando assim a oferta de trabalho e emprego em toda região.

Por este trabalho, Mateus Leme é apontado como modelo de gestão no trabalho junto a classe empreendedora, impactando, cada vez mais, com ações pioneiras e de grande resultado positivo no seu desenvolvimento comercial e industrial.

Trabalho, emprego e renda em números

CTPS (Carteiras de trabalho) emitidas em 2012: 1.355

Pessoas inseridas no mercado de trabalho através do SINE, entre 05/2011 e 12/12: 476

Seguro Desemprego intermediado pelo SINE em 2012: 1.528

Habitantes em idade ativa (10 anos ou mais) “PIA”: 23.577

População economicamente ativa “PEA”: 12.810

População não economicamente ativa: 10.767

Ocupados (Pessoas trabalhando): 11.883

Desocupados (Pessoas que não trabalham e procuram emprego): 926

Taxa de Desocupação: 7,2%

Assalariados sem carteira: 21,9% (Índice menor que o de Minas Gerais)

Empregados em outro Município: 5,5% (terceiro menor da Regional Ibirité)

Participação dos trabalhadores por conta própria no mercado de trabalho local: 20,3% (segundo maior da Regional Ibirité*)

*A Regional Ibirité é composta por 16 cidades, entre elas Betim, Ibirité, Ouro Preto, Barbacena e Cons. Lafaiete.

Admissões por setor no ano de 2012:

Indústria: 3152 (índice percentual entre os 10 maiores de Minas Gerais)

Construção Civil: 103

Comércio: 444

Agropecuária: 121

Principais produtos agropecuários do Município:

Produto

Quantidade

Produção

Hortaliças diversas

300 variedades

900 mil toneladas

Leite

5.000 vacas

3 milhões de litros

Frutas

30 variedades

900 toneladas

Aves

 

400 mil aves

Bovinos

12.000 cabeças

 

 

Ranking das 10 empresas* com maior arrecadação no ano de 2012**

EMPRESA

ARRECADAÇÃO (em reais)

AutoPlas Ind., Com., Imp. e Exp. de Plásticos Técnicos Ltda.

168 milhões

Sumidenso do Brasil Indústrias Elétricas Ltda.

102 milhões

Zanini Industries

70 milhões

Sogefi Filtration do Brasil

42 milhões

Produflex Minas

40 milhões

Takata Petri S/A

30 milhões

Lining Partners

12 milhões

Nogueira Andrade

10,7 milhões

Engefame Estruturas Metálicas Ltda.

4,8 milhões

ARM Construtora e Prestadora de Serviços

3,3 milhões

TOTAL

482,8 milhões

* Não estão relacionadas instituições de ensino, entidades filantrópicas, entidades públicas, mineradoras e comércio local;

** Números aproximados.

Ranking das 10 empresas* com maior número de colaboradores em 2013**

EMPRESA

COLABORADORES

Sumidenso do Brasil Indústrias Elétricas Ltda.

1050

AutoPlas Ind., Com., Imp. e Exp. de Plásticos Técnicos Ltda.

982

Zanini Industries

520

Produflex Minas

350

Sogefi Filtration do Brasil

200

Takata Petri S/A

125

Lining Parteners

120

Converte Engenharia

110

ARM Construtora e Prestadora de Serviços

80

Nogueira Andrade

78

TOTAL

3.615

* Não estão relacionadas instituições de ensino, entidades filantrópicas, entidades públicas, mineradoras e comércio local;

** Números aproximados.

Ranking das 10 profissões com mais admissões no setor da indústria em 2012

PROFISSÕES

ADMITIDOS

DESLIGADOS

GERAÇÃO DE

EMPREGO

Montador de equipamentos eletroeletrônicos

876

-358

518

Operador de Processos das Indústrias de Transformação de produtos químicos

651

-533

118

Alimentadores de Linhas de produção

488

-415

73

Operadores de Máquinas a Vapor e Utilidades

300

-131

169

Operadores de instalações e máquinas de produtos plásticos e de borracha

138

-168

-30

Escriturários em Geral, agentes, assistentes e auxiliares administrativos

56

-68

-12

Trabalhadores de instalações elétricas

32

-24

8

Trabalhadores de fundição de metais puros e ligas metálicas

30

-30

0

Mecânicos de manutenção de máquinas Industriais

24

-10

14

Vendedores e Demonstradores em Lojas ou Mercados

23

-15

8

TOTAL

2.992

-2.201

791

Frota Municipal

Automóveis

5.234

Caminhões

565

Caminhões/Tratores

89

Caminhonetes

703

Micro ônibus

294

Motocicletas

66

Motonetas

1.679

Ônibus

176

Tratores

8

TOTAL

8.814

------------------------------------------------------------------------------------------

Curiosidades sobre o setor de trabalho, emprego e renda de Mateus Leme:

Homenageado em 2012 por estar entre os 100 municípios mineiros que sancionaram e implantaram a Lei Geral da Microempresa;

Homenageado como Município Empreendedor pelo Sebrae, por ações realizadas no setor de trabalho, emprego e renda em Minas Gerais;

Homenageado pelo Sebrae e Sistema FIEMG como município modelo na gestão do desenvolvimento industrial e comercial no Estado de Minas Gerais;

Terceiro Município mineiro a receber o projeto Escola Móvel do SENAI, onde foram capacitadas mais de 400 pessoas, em 10 cursos realizados entre novembro e dezembro de 2012;

Terceira cidade da Região Metropolitana a emitir a carteira de trabalho digital;

Sétima cidade da Região Metropolitana a sancionar a Lei Geral da Microempresa, em 2010;

Fornece cerca de 80% da parte plásticas dos novos automóveis da FIAT;

Cidade com um dos menores índices de desemprego (taxa de desocupação) de Minas Gerais;

Está entre as 80 cidades de Minas Gerais que mais realizou cadastros, em números, de Microempreendedores individuais;

De acordo com o CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, no ano de 2009, apesar da crise econômica mundial, os empreendimentos presentes em Mateus Leme obtiveram um número de contratações superior ao número de demissões, o que gerou uma variação relativa de 6,45%, variação esta que representa praticamente o dobro do índice apresentado em toda Região Metropolitana de Belo Horizonte durante o mesmo período.

 

 

Referências:

Caderno da Secretaria de Estado de Trabalho e Emprego, 2012.

SINE Mateus Leme

DER/MG

EMATER-MG

IBGE 2008

IBGE 2010

Biblioteca Municipal de Mateus Leme Geraldo Alves de Oliveira

Departamento de Comunicação da Prefeitura Municipal de Mateus Leme

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Socioeconômico de Mateus Leme

www.mateusleme.mg.gov.br

www.trabalho.mg.gov.br

www.granbel.com.br

Departamento Fiscal, Financeiro e Contabilidade das Empresas locais

 

 

José Marcus Diniz Ferreira Júnior (Marcus Jr.)

Secretário Municipal de Desenvolvimento Socioeconômico

Mateus Leme – MG